sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Mais um avanço (?) da medicina!

Antonio Nunes de Souza*

Se surpreender com os avanços dentro da medicina, tecnologias, estudos e pesquisas laboratoriais, etc., passou a ser uma coisa tão corriqueira que, não temos nem mais tempo para parabenizar e desfrutar das novas descobertas, pois, quando precisamos ou ensaiamos precisar, essas já foram consideradas obsoletas e suplantadas por outras mais recentes e, como todas, altamente ditas comprovadas!
Alguém, sabiamente, já disse que a medicina é e será sempre mutante. Porém, desta feita, abrindo o jornal vejo estampada a notícia que a famigerada maconha cura o câncer, ou diversos tipos dessa doença, graças a uma substancia contida em sua formação vegetal. Logicamente, a galera que queimam seu “fuminho”, dando um tapinha na Sativa, aplaudiu e, em coro gritou: Eu não disse que esse barato que sentimos também era útil para a saúde? Pô mermão, já tomei tantos tabefes de policiais, curti “cana”, detenção, prisão e as porras, só porque me pegaram quando eu estava numa boa me deleitando com minha folhagem sagrada! Agora, com que cara vão ficar esses sacanas malditos que nos importunaram por tanto tempo?
-Verdade maninho. Sofremos o pão que o diabo amassou em três estágios: Para arranjar a grana, para comprar e para fumar em paz! Provavelmente, dentro em breve, teremos em todos os estabelecimentos lugares privativos para fazermos nossa medicação, sem o receio do passado de receber um “baculejo” policial.
Aí é que está o engano da turma e esquadrão da fumaça, pois, apenas foi encontrada uma substância na maconha que retirada e aplicada em dosagem correta é capaz de eliminar as células cancerígenas do corpo, minimizando ou acabando com o desenvolvimento das metástases. Essa experiência já foi feita com animais e será iniciada no corpo humano dentro de breves dias. Então... se comprovada oficialmente sua eficiência, será uma das mudanças mais radicais que o mundo verá, pois, os traficantes, logicamente, montarão seus laboratórios como já têm os de cocaína e, aprovados pelo Ministério da Saúde, serão credenciados como fabricantes e distribuidores de medicamentos. Seremos obrigados a ver nos jornais e televisões propagandas de remédios com os nomes interessante de Maconhofem, Sativox, Baseadol, Canabicina vitaminada, etc. Já imagino esses jogadores de bola e os artistas de TV com um frasquinho nas mãos dizendo: “Eu, para me prevenir, tomo Maconciclina todos os dias na veia. Um produto do Laboratório Fernandinho Beira Mar com qualidade comprovada!!!”

*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras de Itabuna – antoniodaagral26@hotmail.com



Nenhum comentário: